FlexDeck - Transformando Ambientes

FlexDeck: usado no paisagismo ou na jardinagem?

 

O primeiro refere-se à criação de projetos (planejamento, gestão e preservação) de áreas livres ou verdes, abarcando as paisagens externas às edificações. Exemplos desses ambientes são: áreas de circulação, de lazer, preservação ambiental e áreas sem construções.

Piscinas, quadras, churrasqueiras, pisos (com o uso de decks, por exemplo), escadas, muros e iluminação são alguns dos elementos usados pelo paisagista em projetos. O paisagismo pode ser denominado como “arquitetura da paisagem”.

Já a jardinagem é a definição de volumes, espécies vegetais e objetos decorativos de um jardim, para ornamentar esses espaços, ao deixa-los mais bonitos e atraentes. O profissional dessa área é o executor daquilo que foi planejado pelo paisagista (no caso do jardim, especificamente), mas ele também pode trabalhar sem a existência do projeto. A jardinagem engloba os cuidados e a manutenção de jardins, podendo também ser praticada em ambientes internos e em espaços reduzidos, ao envolver cuidados com plantas em vasos e/ou cultivadas à sombra ou à meia-luz.

O FlexDeck é muito utilizado em projetos paisagísticos, já que é um elegante elemento construtivo em paisagens externas às edificações. Neste ramo, nosso produto pode ser utilizado de diferentes formas e em diversos lugares, como ao redor de piscinas, em jardins, varandas, entre outros ambientes externos. Dessa forma, o FlexDeck se enquadra em paisagismo – como elemento não-vivo (diferente das plantas) a ser usado em projetos – e não em jardinagem, que é uma prática muito mais específica.

Por Victor Pires

Comentários encerrados.